Tratamento para Sífilis: Causas e Medicamentos

A Sífilis é uma doença sexualmente transmissível (DST), ou seja, é transmitida por meio de contato sexual desprotegido. Ela é uma das DSTs que mais acontecem e também uma das mais perigosas.

Ela é uma doença bacteriana e em caso de ocorrer durante a gravidez pode ser passada da mãe para o bebê. Por isso é necessário o acompanhamento médico a fim de evitar isso.

Os sintomas dessa doença podem aparecer e ser visíveis por alguns dias e depois desaparecem do nada e só retornar anos depois. Por isso é necessário tratar logo no início para não ter problemas maiores no futuro.

[crp]

Sintomas

A Sífilis possui alguns estágios e sintomas específicos para cada um deles.

Sífilis primária

Nesse estágio os primeiros sintomas surgem cerca de 3 semanas após o contágio da bactéria. Seu principal sintoma é conhecido como Cancro Duro, que é um pequeno caroço, avermelhado e liso coberto por uma secreção transparente.

No geral ele aparece nos órgãos genitais e não tem dor. É bem parecido com uma bolinha de pus, por isso muitas vezes as pessoas confundem essa doença com pequenas infecções na pele.

No geral depois de algumas semanas o caroço desaparece, mesmo sem tratamento. Porém isso não significa que a pessoa está livre da Sífilis.

Sífilis Secundária

Nesse estágio, os sintomas retornam após mais ou menos 8 semanas. Mas dessa vez comprometem mais partes do corpo e ainda podem causar:

  • ínguas pelo corpo
  • Dor de cabeça
  • Cansaço
  • Dores nos corpo
  • Febre
  • Mal estar
  • Dor de garganta
  • Emagrecimento
  • Perda de apetite

Sífilis Terciária

Esse é o último estágio da doença e o mais grave, pois só surge anos após a contaminação e quando não foi feito nenhum tratamento nos estágios anteriores.

Ele provoca manchas por todo o corpo, mas também pode afetar funções mentais, causando demência, paralisia e perda de reflexos. Pode também causar insuficiência no coração e aneurismas.

Causa

A principal causa da Sífilis é por meio das relações sexuais desprotegidas. Porém as chances aumentam quando se tem lesões nos órgãos genitais ou na boca. Por isso é muito importante sempre fazer uso de preservativos e assim evitar essa doença.

Na Gravidez, caso a mãe tenha a doença e não tenha feito tratamento em nenhum momento da vida, são grandes as chances de ocorrer transmissão para o feto.

Tratamento

A Sífilis pode ser descoberta por meio de exames de sangue que comprovam a presença da bactéria no organismo.

O Tratamento para a Sífilis é feito por meio de vacinas de Penicilina, um dos principais antibióticos para se tratar DSTs. Mas isso irá variar do tempo de contaminação da doença e do estágio em que ela se encontra.

O tratamento dura em média 3 anos, sendo que no primeiro ano é necessário fazer exames de sangue a cada 3 meses. Já no segundo ano os exames podem ser realizados a cada seis meses e no terceiro ano apenas uma vez ao ano. Pois somente assim é possível acompanhar se a bactéria foi totalmente eliminada.

O tratamento em grávidas também é feito com a Penicilina, onde as mulheres recebem vacinas periodicamente. O intuito é evitar que doença seja transmitida para o feto.

Deixe um comentário